Coordenador de Grupo do Kabão pede a “cabeça” de Secretários

Que o prefeito Kabão tem demostrado total desiquilíbrio, e tem sido ingrato com aqueles que o colocaram na posição onde hoje se encontra já é sabido pela sociedade, o mesmo no mês de setembro demitiu vários funcionários, na desculpa que o município estava passando por uma crise sem fim, e que seria necessária a execução das demissões.

Mais estaria por trás de suas ações o desligamento daqueles que não aceitaram o nome do seu pré candidato a prefeito o vereador Paulo coelho, que nunca foi o preferido do grupo, pelo contrário o mesmo sempre teve uma rejeição acima do normal entre a classe política.

Desde setembro, todos aqueles que em algum momento manifestaram sua preferencia por outro candidato dentro do próprio grupo começaram a ser demitidos, mais se tornou mais explicito desde que o prefeito de maneira arbitrária anunciou seu candidato, assim o prefeito estaria demitindo qualquer um que fizer qualquer manifestação contra sua escolha.

A ingratidão do prefeito esta justamente com aquelas pessoas que estiveram com ele desde o inicio de sua caminhada politica a mais de 20 anos, pessoas que deram à cara a tapa, que brigaram por ele, que foram condenados por defendê-lo, pessoas que brigaram com membros da própria família para esta com ele. Famílias que na sua grande maioria não tem mais nenhuma fonte de renda, e isso para que? Apenas para defender seu próprio ego, para defender o nome de uma só pessoa, para dizer à sociedade que ele pode tudo, mais será que pode mesmo?

Agora o próximo passo será a demissão dos principais coordenadores das duas ultimas campanha vitoriosas, a pedido do atual chefão da coordenação para eleições 2016, segundo informações que chegaram até a edição do Cantanhede News, o empresário Ronildo Ageme estaria exigindo a exoneração dos secretários Carlito Amaral (Cultura), Manoel Erivaldo (Esportes) e o Antônio Ruivo (governo) o ultimo, até pouco era também pré-candidato do grupo, o “poderoso chefão” estaria diariamente dizendo que estes secretários já não servem por lá, que eles devem ser demitidos, pois eles não fariam mais parte dos planos do atual grupo.

Só pra Lembra Carlito Amaral foi o Coordenador Geral das duas campanhas que levaram Kabão a vitória, foi um secretário que ajudou a divulgar o município para o mundo, como secretário, revitalizou o espirito cultural do município, trazendo o teatro, cinema, festas populares a vida novamente, como coordenador do instituto Fundo de pote, fez ações sociais que contribuíram para a felicidade de centenas de milhares de família, e que ajudaram a quebrar a alta rejeição do atual prefeito, mais Carlito foi o primeiro a ser traído, o seu nome que foi cogitado como pré-candidato do grupo, foi logo deletado pelo gestor, sendo esquecido em pesquisas eleitorais e eventos promovidos pelo prefeito.

Manoel Erivaldo que junto com Carlito Amaral, era um dos principais defensores de kabão, o chamava de amigo, mais agora o prefeito nem mesmo liga para o secretário, e deve ser traído nos próximos eventos.

Antônio Ruivo o chamado o secretário do povo, aquele que sempre andava dentre a classe mais esquecida, que sempre andando de pé no chão conquistava dia a dia a sociedade, foi o ultimo a ser traído com uma pesquisa que teria descartado o seu nome, o prefeito teria ainda oferecido à vaga de vice na chapa de seu candidato, porem o seus amigos não aceitaram a proposta devido à maneira arbitrária a qual foi decidido a escolha do candidato do grupo, tudo indica que Ruivo será mais um a ser demitido nos próximos dias.

Apesar das traições os três secretários continuam do mesmo lado do prefeito, continuam sem se manifestar em relações aos últimos acontecimentos, talvez na esperança que o atual gestor ainda mude de ideia, façam uma nova avaliação sobre sua escolha, o que em nossa opinião é quase impossível.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CBF unifica títulos e oficializa Palmeiras como maior campeão Brasileiro

KABÃO COMANDA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SAÚDE DE CANTANHEDE - O esquema envolve irmã, filha, amigos, parentes da secretária de saúde e até uma ex-prefeita comunista.