Pular para o conteúdo principal

CBF unifica títulos e oficializa Palmeiras como maior campeão Brasileiro

Agência Palmeiras

22/12/2010 10h50

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) deu aval para a unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959, colocando as conquistas da Taça Brasil e do Roberto Gomes Pedrosa como equivalentes ao Campeonato Brasileiro (disputado a partir de 1971). O Palmeiras --que sempre demonstrou orgulho pelo seu passado glorioso e tratava como legítimos campeonatos brasileiros os títulos conquistados entre 1960 e 1969-- torna-se oficialmente o maior campeão do País com oito conquistas, ao lado do Santos.

Nada mais justo para o futebol brasileiro fazer uma retificação histórica e reconhecer a importância de um período de ouro do futebol brasileiro, que viu desfilar nos campos a elegância e alto nível técnico da primeira Academia palmeirense, que conquistou os títulos de 1960 e 1967, da Taça Brasil, e também dois Roberto Gomes Pedrosa (conhecido na época como “Robertão”), em 1967 e 1969.

Somam-se a estas conquistas o bicampeonato da segunda Academia, em 1972 e 1973, e dos esquadrões da década de 90, em 1993 e 1994, e temos o Palmeiras como legítimo Octacampeão Brasileiro.

O torcedor palmeirense tem outro motivo para comemorar, pois o Verdão ainda conquistou a Copa Brasil, em 1998, e a Copa dos Campeões, em 2000, somando assim 10 títulos nacionais -- oficialmente, portanto, o Palmeiras também é o recordista e maior campeão de títulos nacionais do Brasil.

Dossiê

O dossiê entregue à Confederação Brasileira de Futebol que solicitava a unificação, feito com profunda pesquisa do jornalista Odir Cunha, além de participação efetiva do Departamento de História do Palmeiras, enfatiza que a CBF só foi fundada em 1979 e reconheceu, mesmo assim, os campeões brasileiros desde 1971.

Além disso, frisa Odir Cunha no dossiê, o nome "Campeonato Brasileiro" só foi adotado em 1989 e que, em 2000, ainda foi chamado de Copa João Havelange.

Alguns pontos defendidos pelo dossiê:

- Abrangência: entre 1959 e 1968, as disputas da Taça Brasil foram realizadas com o mínimo de 16 e máximo de 21 clubes;

- Média de público do Torneio Roberto Gomes Pedrosa / Taça de Prata: 20.152; média de público do Campeonato Brasileiro: cerca de 14.000;

- Alto nível técnico: Palmeiras, campeão em 1967, enfrentou 20 clubes que hoje fazem parte do Clube dos 13. O São Paulo, campeão brasileiro em 1977, enfrentou cinco equipes que fazem parte do Clube dos 13;

- Em 1967 e em 1968 teremos dois campeões nacionais. Há muitos precedentes: em São Paulo, 11 campeonatos estaduais tiveram dois campeões; o Rio-São Paulo de 1966 teve quatro campeões; o Flamengo foi duas vezes campeão carioca em 1979.

Os campeões da Taça Brasil e do Roberto Gomes Pedrosa:

Taça Brasil

1959 - Bahia

1960 - PALMEIRAS

1961 - Santos

1962 - Santos

1963 - Santos

1964 - Santos

1965 - Santos

1966 - Cruzeiro

1967 - PALMEIRAS

1968 – Botafogo

Roberto Gomes Pedrosa

1967 - PALMEIRAS

1968 - Santos

1969 - PALMEIRAS

1970 - Fluminense

Comentários

  1. Caríssimo,

    Deu um problema no domínio do ovianense.com, por favor ajuste em sua lista para o novo endereço: ovianense2.blogspot.com. Agradeço!

    Att. Alexandre Oliveira de OVianense.COM

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Acesse Cantanhede News - faça seu comentário, lembramos que não publicamos comentários de anônimos.

Postagens mais visitadas deste blog

Candidato a vereador é covardemente agredido por aliados de Paulo Fubuia e Kabão

O Candidato a vereador pela coligação “agora é vez do povo”, o irmão Raimundo Alves(PTN) foi brutalmente e covardemente agredido em praça publica na noite de sábado dia 3, onde participava pacificamente de protesto contra o prefeito kabão e seu candidato a sucessão Paulo fubuia, Raimundo Alves ficou conhecido nos últimos dias com seus discursos fervorosos contra a atual administração, e quando publicou o descaso da administração publica em relação ao abandono de prédios públicos como o ginásio esportivo Roseana Sarney em uma rede social, que está simplesmente “jogado ao léo” o candidato a vereador, também vem ganhando a simpatia pelo seu carisma, e jeito simples de buscar o voto, casa a casa, olho a olho. Raimundo estava somente a acompanhar e até pedia cautela dos demais protestante, mais não foi poupado, um dos aliados do Candidato a prefeito Paulo Fubuia, partiu para o ataque e buscou aquele que estava ali para apaziguar. Além do Irmão Raimundo, pelo menos mais uma pessoa identif…

Jovem de Luzilândia-PI morre em grave acidente em Cantanhede-MA

Jovem da cidade de luzilândia no norte do Piauí indetificada como Simone Silva sofreu grave acidente no final da tarde desta quinta-feira ( 05) por volta das 16:25h na MA-332 no trecho entre  Cantanhede e Pirapemas. De acordo com informações a jovem seguia pela rodovia no sentido Pirapemas, perdeu o controle da moto modelo POP 100, em um quebra molas, colidindo na trazeira de um caminhão que transportava cervejas. A mesma estava acompanhada com uma outra pessoa indetificada como Maria, que teria sofrido uma lesão em um dos braços, a vítima Simone era quem conduzia o veículo segundo informações, a mesma foi socorrida e levada ao hospital Santa Filomena em Cantanhede, mais já teria chegado sem vida. Simone era uma jovem trabalhadora, e que sonhava em ter uma vida justa e digna, a mesma trabalhava com vendas em eventos e shows em Luzilândia, segundo o editor do blog Sampagode de Luzilândia.

Com informações do blog Sampagode e Pirapemas.com

Morre Nilda Rocha, mãe do deputado federal Hildo Rocha

Faleceu no início da noite deste sábado (25/03), a Sra. Nilda Pereira da Rocha, aos 77 anos de idade, vítima de parada cardíaca.

Nilda Rocha estava internada na UTI do Hospital Português desde o dia 14 deste mês.

Viúva, empresária aposentada, Nilda Rocha deixa os seguintes filhos: Jório Pereira da Rocha Júnior; Hildo Rocha; Fabiola da Rocha Monte; Joni Pereira da Rocha; onze netos e cinco bisnetos.

O velório será na sala 3 da Pax União, Rua Osvaldo Cruz, 1233, Canto da Fabril, a partir da meia-noite.

O enterro será amanhã (26/03) às 16 horas, no cemitério Memorial Pax.
Rua do Fio 100. Rodovia MA - 204. Mocajituba.