Lançamento de ‘Honoráveis Bandidos’ em Imperatriz acaba em bala

O Campus da Uema de Imperatriz se transformou em praça de guerra. Um grupo de vândalos voltou a promover quebra-quebra durante o lançamento do livro “Honoráveis Bandidos”, desta vez em Imperatriz, agora há pouco. Tiros, bombas de efeito moral, correria, prisões. A confusão só foi controlada após a intervenção da Polícia Militar, que disparou quatro tiros para cima e intimidar os baderneiros.

O tumulto começou durante discurso do líder camponês Manoel da Conceição, convidado para o evento. O grupo de baderneiros passou a atirar ovos em direção à mesa dos trabalhos, embora todos os palestrantes tenham defendido a paz e o direito de expressão. Duas pessoas foram presas.

O jornalista e escritor Palmério Dória, autor do livro, disse ser lamentável que as pessoas não respeitem sequer o símbolo da luta dos trabalhadores rurais, Manoel da Conceição.

Nesse momento, a PM protege os manifestantes em frente ao Campus da Uema. Um contingente de 15 policiais militares garantiram a segurança e evitaram o pior.

O movimento contrário ao lançamento do livro chegou em ônibus fretado com faixas do Cejuma e Federação da Juventude Maranhese. Tudo muito parecido com o que ocorreu ano passsado no Sindicato dos Bancários, em São Luís, onde um grupo ligado ao então secretário Roberto Costa (Esportes), promoveu cenas de pancadaria no local.

O grupo era liderado pelo vereador Assis Filho (PP) de Pio XII. Segundo informações o grupo teve o suporte em Imperatriz do suplente de deputado estadual Léo Cunha, já que carros foram identificados como de sua propriedade.

Por telefone, Léo Cunha negou qualquer envolvimento com a baderna promovida pelos ditos “estudantes”

Em seu blog na internet, Assis Filho exibe fotos de Roseana, João Alberto e Roberto Costa.

O reitor da Uema, José Augusto, que desde o início da tarde tentou inviabilizar o evento, tellefonou para a Universidade ameaçando demitir o diretor de centro da UEMA em Imperatriz, professor Expedito Barroso.

Palmério Dória deixou a UEMA escoltado pela Polícia Militar até o hotel onde está hospedado.

A PM liberou os dois “estudantes” que foram detidos.

Abaixo veja imagens da pancadaria no lançamento do livro em São Luís, em novembro do ano passado.
link original : blog do garrone

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CBF unifica títulos e oficializa Palmeiras como maior campeão Brasileiro

KABÃO COMANDA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SAÚDE DE CANTANHEDE - O esquema envolve irmã, filha, amigos, parentes da secretária de saúde e até uma ex-prefeita comunista.

EU TE CONHEÇO CARNAVAL!