Prefeito Eliseu Moura outra vez não comparece para depor na CPI da Pedofilia

Acusado de crime de abuso sexual contra menores, o prefeito de Pirapemas, Eliseu Moura (PP), não compareceu à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (08) para prestar depoimento na CPI da Pedofilia.
Os advogados do prefeito, Ilan Kelson de Mendonça Castro e Márlio Moura, estiveram na Casa e conversaram com a deputada Eliziane Gama (PPS) e com o deputado Penaldon Jorge (PSC), presidente e relator, respectivamente, da Comissão Parlamentar de Inquérito.
Os advogados solicitaram aos deputados toda a documentação referente ao caso do político progressista e garantiram que o mesmo prestará depoimento à Comissão na próxima semana. “Achamos prudente primeiro analisar toda a documentação, onde constam denúncias e depoimentos, referente ao caso. O prefeito Eliseu Moura nunca se negou a comparecer nesta CPI para prestar depoimento. E o fará nesta próxima semana”, garantiu Ilan Kelson.
O advogado fez questão de ressaltar que, ao contrário do que foi divulgado em alguns veículos de comunicação, Eliseu Moura não está se escondendo e estaria disposto até mesmo a se submeter ao exame de reconhecimento de paternidade. “Em duas ocasiões, o prefeito não pôde comparecer pelos seguintes motivos: na primeira [convocação] ele estava doente e encaminhou explicações aos membros da Comissão. Na segunda, ele estava viajando e também enviou expediente justificando o seu não comparecimento. Na terceira convocação, o ofício só chegou em Pirapemas um dia antes de acontecer a audiência”, explicou.
Eliziane Gama disse aos advogados de Eliseu Moura que, em nenhum momento, o trabalho da Comissão objetivou denegrir a imagem do prefeito. Solicitou, ainda, que os advogados, de fato, compareçam com o seu cliente na próxima semana na Assembleia para que o mesmo possa dar a sua versão sobre as denúncias. “Queremos apenas que o prefeito Eliseu venha a esta Casa dar a sua versão sobre este fato”, disse.
Contra Elizeu Moura pesam denúncias formuladas por duas mulheres residentes na cidade de Pirapemas dando conta de que, iludidas por promessas de vantagens financeiras oferecidas pelo político, mantiveram relações sexuais com o mesmo.
Garantiram, ainda, que, na época, eram menores de idade e que o prefeito é o pai de seus filhos – uma criança de 12 anos e a outra de dois anos.

CPI EM TIMON

Nesta sexta-feira (9), os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito estarão na cidade de Timon participando de uma audiência pública para tratar do combate a pedofilia e ao abuso sexual infanto-juvenil no município.
Timon é um dos municípios maranhenses apontados como vulneráveis em relação à violência sexual contra crianças e adolescentes no Relatório do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil no Território Brasileiro – (Pair-MA) entregue a CPI nesta semana.

fonte: Jornal pequeno

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CBF unifica títulos e oficializa Palmeiras como maior campeão Brasileiro

KABÃO COMANDA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SAÚDE DE CANTANHEDE - O esquema envolve irmã, filha, amigos, parentes da secretária de saúde e até uma ex-prefeita comunista.