Cadê a transparência que estava aqui? O governo comeu!

por Robert Lobato

“Quem não pode com o pote, não segura na rodilha”, ensina o adágio popular.


Assim que saiu a notícia de que a Seplan iria implantar o Portal da Transparência, do governo do estado, cheguei à elogiar a iniciativa do secretário Gastão Vieira, mesmo com a ressalva de que transparência não é o forte do grupo Sarney. Não deu outra!

Andei visitando pela primeira vez o Portal da Transparência e dei conta que a última informação sobre as finanças do governo é do ano passado, não existe “nadica de nada” em relação ao exercício de 2010.

Pior do que um governo não possuir instrumentos de transparência é tê-lo e não usá-lo de forma honesta. Não adianta somente informar o que interessa ao governo, ou informa-se tudo ou não informa-se nada.

Agora mesmo, a sociedade acompanha bestificada o gasto de 47 milhões com o “Carnaval da Alegria” sem saber onde, quem e como foram gastos tais recursos. Se esse Portal fosse sério mesmo, o detalhamento dessa despesa já estaria disponível aos cidadãos.

Enfim, o secretário Gastão Vieira parece ter sucumbido à lógica natural desse governo de esconder aquilo que não interessa que seja do conhecimento público. Dane-se o princípio constitucional da publicidade dos atos da Administração Pública.

O Portal da Transparência acabou. O governo “de volta ao trabalho”, coerente com a concepção de alguns dos seus principais gestores, preferem apostar no “Portal da Caixa-Preta”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CBF unifica títulos e oficializa Palmeiras como maior campeão Brasileiro

KABÃO COMANDA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SAÚDE DE CANTANHEDE - O esquema envolve irmã, filha, amigos, parentes da secretária de saúde e até uma ex-prefeita comunista.